Biografia de Eduardo Kobra

Carlos Eduardo Fernandes  foi o nome que recebeu ao nascer um dos mais renomados artistas da atualidade, Eduardo Kobra. Ele não pode ser confundido com mais ninguém, suas famosas imagens fotorrealistas frequentemente retratam pessoas icônicas da história.

Kobra se define como muralista. Utilizando cores vivas e linhas arrojadas, dono de estilo peculiar de grande expressividade, faz desse artista um grande nome na arte contemporânea.

Eduardo Kobra  nasceu em 1976 em São Paulo. O artista descobriu sua paixão pela arte de rua na adolescência quando conheceu o mundo do grafite associado ao “Hip Hop”. Nesse período, seus pais resolveram mudar para Bauru, uma cidade localizada no interior de São Paulo onde ele retomou sua educação formal. Ele não gostava de estudar, porque seus pensamentos estavam sempre voltados ao desenho e pintura.

Nos anos 90, São Paulo tornou-se um dos principais centros de arte de rua contemporânea, assim Kobra iniciou sua carreira completamente autodidata com a arte urbana em sua cidade natal – com o Studio Kobra – para uma pintura mural. Seu primeiro grande projeto, foi para comemorar os 455 anos da cidade de São Paulo para a série “Muros das Memória”, de 2003.

As obras coloridas de Kobra podem ser encontradas além do Brasil, em todo o mundo, incluindo países como EUA, Rússia, Reino Unido,  Japão, Suíça, França, Grécia, Emirados Árabes Unidos, Polônia e Itália, entre outros.

Atualmente Kobra continua criando murais encantadores que servem como uma espécie de diário visual social que retrata pessoas que entraram na história por suas realizações e ações. Através de seus murais realistas verdadeiramente notáveis, ricos em cores e formas geométricas, o artista presta homenagem a todas essas pessoas.

No ano de 2017, Kobra lançou sua primeira serigrafia e escolheu uma de suas pinturas mais famosas, Explosão de Amor, do  mural que está localizado em Nova Iorque.

O artista passa muito tempo em museus e bibliotecas explorando a história da cidade antes de começar a criar uma nova peça. Depois de ter uma impressão da história do local escolhido para uma pintura, ele começa a trabalhar nela e a criar imagens tiradas de fotografias antigas que evocam uma sensação de memória e nostalgia ao observador.

Eduardo Kobra atualmente reside em São Paulo e mantém o seu Studio Kobra onde realiza os seus projetos.

 

ARTE COMENTADA

1. Retrato de Oscar Niemeyer: mural realizado após um ano após a morte do arquiteto. Medindo 52 m de altura por 16 de largura, está localizado em um prédio próximo da Avenida Paulista

2. Malala Mural para a paz: Esse mural foi uma doação do artista para a cidade eterna. , Roma. Retrata Malala Yousafzai, uma ativista do Paquistão que em 2014 venceu o Prêmio Nobel da Paz.

3. Ex-presidentes dos USA: Esse mural é uma releitura que retrata os quatro ex-presidentes dos Estados Unidos que foram esculpidos no Monte Rushmore, em Dakota do Sul.

4. O beijo: O Mural “O Beijo”, foi grafitado  para comemorar os 60 anos do Parque do Ibirapuera no ano de 2014 e faz parte de  um projeto em que o artista pintou cenas cotidianas do parque. Está localizado na marquise do Ibirapuera  próximo ao MAM (Museu de Arte Moderna).

5. O Pensador: Esse mural  com a figura da famosa escultura de “O Pensador”, é uma dupla homenagem ao escritor Dante Alighieri e ao escultor Auguste Rodin. Foi iniciado em novembro de 2013 e finalizado em 2014 (12X11m). Está localizado no Senac Tatuapé (SP).

6. Grafite 3D: Grafite localizado em Dubai com efeito 3D. Kobra foi um dos artistas brasileiros pioneiros nessa modalidade

7. MURAL ETNIAS – Todos Somos Um (Povos nativos dos cinco continentes): Para marcar as olimpíadas que foram sediadas no Brasil em 2016, Kobra realiza o mural intitulado  “Todos Somos Um” (Povos nativos dos cinco continentes). Localizado na área portuária do Rio de Janeiro, no conhecido centro do Boulevard Olímpico. Esse incrível trabalho, é reconhecido como o maior grafite do mundo

8. Bob Dylan: O mural dedicado ao cantor Bob Dylan  é sua maior obra localizada no exterior. Fica em um no prédio no Centro da cidade de Minneapolis, em Minnesota, Estados Unidos foi finalizado em setembro de 2.016 e um mês depois o cantor e compositor ganhou o prêmio nobel de literatura. A pintura apresenta trajetória de Dylan nas três diferentes fases de sua carreira. O mural tem 50 metros de largura por 28 metros de altura.

9. A lenda do Brasil: Realizada em 2.015, a pintura está localizada na lateral de um prédio da Rua Consolação, perto da Avenida Paulista na região central de São Paulo. Tem 41 metros de altura. Em 2.016, o muralista pintou o mito Ayrton na região dos Arcos da Lapa no Rio de Janeiro e em 2.019, por ocasião dos 25 anos da morte do grande ídolo brasileiro, Kobra recebeu uma encomenda para retratar Senna no autódromo de Ímola onde o piloto brasileiro faleceu.

10. Os bravos de 11 de setembro: Localizado na Terceira Avenida de Nova York, em setembro de 2.018, Eduardo Kobra produziu esse mural em homenagem às vítimas que sofreram ao atentado terrorista em 11 de setembro de 2001.  Ele é impactante que nos faz lembrar do triste momento da queda das Torres Gêmeas no World Trade Center. No mural consta um bombeiro, com um capacete de número 343, referenciando o número de bombeiros que morreram nessa tragédia, além de estrelas que representam as vítimas e a bandeira americana que está em primeiro plano.

11. A linha da vida: Este é mural de 600 metros quadrados realizado em dezembro de 2020 no quilômetro 44 da Rodovia Castello Branco, em São Paulo. Declarou o artista sobre sua obra: Foi tão difícil 2020 que não paro de pensar sobre o tempo que perdemos. Não neste ano, por conta da pandemia — refiro-me ao tempo que já vínhamos perdendo antes, por não darmos o devido valor à família, aos amigos, aos nossos próximos. A passagem nesta vida é breve, então eu quis passar esta mensagem. Vamos perdoar mais, abraçar mais e, principalmente, respeitar mais.”

12.Coração Santista – O Mural intitulado Coração Santista, foi inaugurado no dia do aniversário do Rei do futebol quando completou 80 anos. Localizado na Ponta da Praia, em Santos, numa parede de 800 metros quadrados, além do retrato de Pelé, há quatro cenas, todas situadas dentro dos arcos das muretas de Santos, um dos mais conhecidos símbolos da cidade: Pelé, o Bonde, a Bolsa do Café e um Estivador no Porto de Santos.

CARO LEITOR:  Aproveite o espaço abaixo e nos conte o que achou desse post, o seu comentário é muito importante para nós. Agradecemos sua visita.

“Acredito que a Arte está em tudo no que nos rodeia, basta um olhar sensível para apreciar e usufruir das diferentes manifestações artísticas. A Arte é a grande e bela ilustração da vida.”