O Auto da Compadecida

Filme lançado no ano de  2000, O Auto da Compadecida é uma comédia dramática dirigida por Guel Arraes baseado na peça teatral de Ariano Suassuna. A mesma traz elementos de O Santo e a Porca e Torturas de um Coração”, ambas do mesmo autor, e influências do clássico de Giovanni Boccaccio (Decameron).

No Grande Prêmio Cinema Brasil, evento criado pelo Ministério da Cultura, recebeu as premiações de melhor diretor, melhor roteiro, melhor lançamento e melhor ator (Matheus Nachtergaele). Filme brasileiro de maior bilheteria do ano 2000, sendo visto por mais de dois milhões espectadores.

Suas filmagens foram feitas na cidade de Cabaceiras em 1999, estado da Paraíba, cenário de muitos outros filmes brasileiros. Estreou em setembro do ano 2000, no Brasil, e posteriormente exibido em outros países. Nos Estados Unidos foi traduzido para  A Dog’s Will. Filme muito aplaudido e recebeu críticas muito positivas na maioria dos países onde foi exibido.

ENREDO: No vilarejo de Taperoá, sertão da Paraíba, João Grilo e Chicó , dois nordestinos sem eira nem beira, andam pelas ruas anunciando A Paixão de Cristo, “o filme mais arretado do mundo”. Com muito sucesso na sessão de cinema, a dupla consegue alguns trocados, porém continuam lutando pela sobrevivência rotineira. João Grilo e Chicó imaginam vários planos como estratégia para conseguirem dinheiro. Enfrentam alguns desafios que vão surgindo, e sem medirem esforços, provocam com isso muitas confusões planejadas por João Grilo, muito esperto, sempre em parceria de Chicó. Com os golpes para conseguirem uns trocados, se envolvem com um cangaceiro muito temido na região, Severino de Aracaju, interpretado divinamente por Marco Nanini.  Com a chegada da bela Rosinha, uma moça linda filha de Antonio Moraes, deixa Chicó completamente apaixonado. E a trama continua até a aparição de Nossa Senhora, somente ela poderá salvar João Grilo e  fazer a dupla voltar a viver suas confusões novamente.

O Alto da Compadecida.  2000. 104 minutos

Direção e Produção: Guel Arraes – Elenco: Matheus Nachtergaele, Selton Mello, Marco Nanini, Denise Fraga, Fernanda Montenegro, Lima Duarte, Rogério Cardoso, Paulo Goulart, Diogo Vilela, Maurício Gonçalves, Luís Melo, Virginia Cavendish, Bruno Garcia, Enrique Diaz, Aramis Trindade

 

A Compadecida, por Fernanda Montenegro

TRAILER OFICIAL:

CARO LEITOR:  Aproveite o espaço abaixo e nos conte o que achou desse post, o seu comentário é muito importante para nós. Agradecemos sua visita.

“Acredito que a Arte está em tudo no que nos rodeia, basta um olhar sensível para apreciar e usufruir das diferentes manifestações artísticas. A Arte é a grande e bela ilustração da vida.”

Posts que você pode gostar