OS GÊMEOS, biografia e principais obras

OS GÊMEOS
OS GÊMEOS

OS GÊMEOS estão assim identificados na apresentação em seu site oficial. Trata-se de uma dupla dos inseparáveis e geniais artistas de rua; dos irmãos gêmeos que nasceram idênticos, tanto na aparência quanto na criatividade. Sob esse nome e trabalhando sempre unidos, conquistaram o mundo do grafite e da arte, porque seu estilo distinto os tornava os grafiteiros mais importantes e influentes de sua geração.

 “Somos complementares: um completa o pensamento do outro a todo momento, pois nosso processo criativo é tão natural para nós, que é até difícil de explicar. Parece que existe um fio, vamos sempre estar conectados, mesmo quando estamos longe um do outro. É um vínculo eterno.”  OS GÊMEOS

BIOGRAFIA

Gustavo e Otavio Pandolfo nasceram no dia 29 de março de 1974 na cidade de São Paulo. Passaram a infância e a adolescência no bairro do Cambuci. Nesse período eles foram expostos a uma variedade de mudanças culturais influenciadas pelas ruas.

No final dos anos 80, com o surgimento e o avanço do movimento hip hop no Brasil, os gêmeos foram amplamente afetados por ele, começando como dançarinos de break e continuando com seus primeiros trabalhos de grafite. O estilo inicial de sua arte de rua ainda estava para ser formado, pois faltava consistência e referências artísticas que eles empregaram posteriormente. Com isso, eles mostraram uma incrível versatilidade no que diz respeito à mídia, usando não apenas tinta spray, mas também frascos de tinta para carros e tinta látex quando faltavam material adequado para o trabalho desejado.  Embora a expressão ainda estivesse um pouco instável, a dupla se mostrou imaginativa e altamente promissora.

Em 1993, um encontro com o artista americano Barry McGee, também conhecido como Twist, que estava envolvido em um projeto de trabalho em São Paulo, acendeu uma nova chama nos pontos de vista artísticos para os irmãos. Nessa época, os jovens estavam com 19 anos e já trabalhavam na decoração de lojas para publicidade. Twist expôs a eles, muitos exemplos fotografados de grafite que estava acontecendo nos Estados Unidos, compartilhando seu conhecimento de diferentes técnicas, contatos importantes e outras experiências.

Em 1995 surgiu a oportunidade da primeira exposição experimental de arte de rua no Museu da Imagem e do Som, o importante MIS em São Paulo.  À medida que seu estilo amadureceu, Os Gemeos foram convidados a mostrar seu trabalho em Munique, na Alemanha, onde obteve atenção internacional de outros países da Europa.

No início dos anos 2000, eles foram convidados a participar de um projeto para criação de murais em estações ferroviárias e metrô de seu estado; até pintaram em uma composição de trem, o que normalmente não é feito no Brasil.

Em 2003, viajaram ao redor do mundo, mantendo-se ocupados em muitos projetos colaborativos de arte de rua, que foram finalmente seguidos por sua primeira exposição solo americana na Galeria de Lojas de Bagagem, em São Francisco, nos Estados Unidos. 

Nesse período e até o final da mesma década, começaram a criar obras de arte orientadas para o estúdio a serem notadas no cenário da arte contemporânea, em vez de permanecerem subversivas em muros e paredes de prédios. Suas criações imaginativas foram capazes de alcançar limites adicionais do que a rua a partir de então, e sua arte assumia uma nova forma, quando começaram a trabalhar em esculturas partindo para um trabalho tridimensional.

Na década de 2010, a popularidade dos gêmeos aumentou, assim eles participaram do Fame Festival em Grottaglie na Itália.

Em 2012 participaram de uma exposição no aclamado Instituto de Arte Contemporânea de Boston nos Estados Unidos. Essa é considerada por ele muito especial, por ter sido a primeira exposição solo.

Em 2014 inovaram sua arte com as instalações, juntamente com as pinturas e esculturas em uma exposição ilustre em sua cidade natal, na Galeria Fortes Vilaça, em uma mostra intitulada “A Ópera da Lua”. No mesmo ano, OSGEMEOS criaram e executaram a pintura de um avião em um projeto da empresa de aviação Gol, que transportou a seleção de futebol do Brasil durante a Copa do Mundo.

Na atualidade, eles são hoje uma das equipes de muralistas e grafites mais promissoras do mundo, participando constantemente de um grande número de exposições. O público está inclinado a apreciar seu estilo com seus gigantescos personagens amarelos, engraçados e grotescos, mas ao mesmo tempo amáveis ​​e infantis, simbólicos e mansos, iluminados com sua paleta animada tendo uma conexão imediata com o espectador. Eles estão presentes em feiras de arte, estúdios, galerias e ainda colaboram com outros grafiteiros em projetos de murais de ruas.

Essas duas mentes fluem de forma artística, usando todas as cores e sabores de sua imaginação. Eles acreditam que tudo é possível para os sonhos se tornarem realidade. A inspiração de design deriva de reflexões sobre sua realidade interior e a fantasia circundante. Os Gêmeos usam as asas de sua imaginação para ir a destinos exóticos e lugares ilusórios que habitam suas mentes.

GALERIA – ARTE COMENTADA 

As obras de OSGEMEOS aparecem em inúmeras paredes ao redor do mundo desde 1981. Elas são únicas e  inconfundíveis pelas figuras amarelas que dominam fachadas de casas inteiras, bem como também por suas dimensões sociais e políticas que são temas recorrentes em sua obra. Sua cidade natal, São Paulo, continua sendo a maior fonte de inspiração.

Nós somos Penta. 2005 – OS GÊMEOS

Castelo Kelburn – Em parceria com os grafiteiros Nunca e Nina Pandolfo, os Gêmeos realizaram em 2007 uma pintura na fachada de um castelo na Escócia de 800 anos, a pedido dos filhos do Lord Glasgow Patric Boyle, o proprietário do Castelo Kelburn.

Castelo Kelburn. pintura grafite. 2007 – Escócia – OS GÊMEOS
Instalação para a Casa de Slava Polunin. 2008

Instalação para a Casa de Slava Polunin localizada na França. A obra foi inspirada no filme “Alegria”, e no show da Broadway “Slava Snow Show”.

Gigante São Paulo – para celebrar o ano da França no Brasil, OSGEMEOS  participaram de um projeto promovido pelo SESC-SP,  na pintura dessa figura gigantesca medindo 20 metros que foi pintada na parede lateral de um prédio localizado na cidade de São Paulo. Para finalizar o projeto, em parceria com os artistas, uma empresa francesa, a Plasticiens Volants fabricou o mesmo personagem transformando em tridimensional uma enorme figura inflável.

Gigante São Paulo. 2009 – Localização: Anhangabaú, SP – OS GÊMEOS

Vertigem –  primeira exposição itinerante de OSGEMEOS, que esteve percorrendo o Brasil em quatro cidades. Iniciou em Curitiba em 2008 e encerrou em São Paulo em 2010.

Vertigem – Museu de Arte Brasileira, São Paulo. 2010

Mural MAM – Em 2010, o MAM (Museu de Arte Moderna de São Paulo) mudou sua fachada com uma pintura dos Gêmeos, que passou a ser permanente e é hoje um dos pontos mais atrativos do Parque do Ibirapuera.

Pintura Mural na Fachada do MAM. Parque do Ibirapuera (SP). 2010

Viva La Revolucion –  Exposição que  teve a participação de 20 artistas de diferentes países, com o principal objetivo de celebrar a paisagem urbana. Além dessa pintura, os gêmeos realizaram uma pintura mural na parte externa do museu intitulado Don’t Believe the Hype.

Viva La Revolucion. 2010 – Museu de Arte Contemporânea de San Diego. USA

Dores de Amores – Trata-se de um longa-metragem com direção de Raphael Vieira. Para a realização das filmagens de algumas cenas em uma estação de trem no Rio de Janeiro, OSGEMEOS participaram na realização de  intervenções dentro e fora do trem.

Dores de Amores. OSGEMEOS. 2011

O Gigante de Boston – esse mural foi feito para a primeira exposição solo que foi realizada no Instituto de Arte Contemporânea de Boston nos Estados Unidos.

O Gigante de Boston. OSGEMEOS. 2012

Exposição imersiva  ‘A Ópera da Lua‘ – Galpão Fortes Vilaça, São Paulo. 2014

A Ópera da Lua. Instalação
A Ópera da Lua. 2014

Avião da Seleção – Esse foi o Boeing 737 da Gol, avião oficial da seleção brasileira em que Os Gêmeos realizaram a pintura para atender a seleção de futebol do Brasil em 2014. A composição foi criada para homenagear a diversidade étnica da população existente no país.explicou Otávio um dos irmãos: “A concepção deste trabalho, além de ser um desafio, por pintarmos em um suporte diferente do convencional, é dar acesso irrestrito à nossa arte, retratando a população brasileira com sua etnia tão diversa e colorida, levando esta obra aos céus e aeroportos do Brasil inteiro”.

Foi  o avião oficial da seleção brasileira nesse ano e após isso, continuou sobrevoando os céus até 2016 em outros voos. Sorte de quem teve em viajar nesse gigante colorido.

Boeing 737 da Gol – Avião oficial da Seleção brasileira de futebol 2014

Exposição Déjà Vu – Essa mostra levou o expectador a uma experiência imersiva onde os artistas pintaram seus típicos personagens diretamente em alto-falantes.

Exposição Déjà Vu . OSGEMEOS. China, 2018

 

CARO LEITOR: Se desejar, deixe aqui seus comentários do que achou dessa edição, saiba que isso é muito importante para nós. Volte sempre!!!

CARO LEITOR:  Aproveite o espaço abaixo e nos conte o que achou desse post, o seu comentário é muito importante para nós. Agradecemos sua visita.

“Acredito que a Arte está em tudo no que nos rodeia, basta um olhar sensível para apreciar e usufruir das diferentes manifestações artísticas. A Arte é a grande e bela ilustração da vida.”