Retrato de Vincent van Gogh por Toulouse-Lautrec

Essa obra do francês Henri de Toulouse-Lautrec é um retrato de Vincent van Gogh realizado no período em que os dois artistas se conheceram em Paris, estão cada um no início de uma brilhante e curta carreira.

Segundo o artista Paul Signac, Vincent  terminava seu dia  no bar, onde lá consumia sucessivamente absinto e conhaque.  O próprio Van Gogh mais tarde admitiu que era “quase um alcoólatra” quando partiu para Arles, no sul da França.  Toulouse-Lautrec tinha um bom motivo, portanto, para desenhar seu amigo em uma mesa com um copo de absinto.

O pintor francês conheceu Van Gogh, dez anos mais velho que ele, no estúdio de Fernand Cormon, onde ambos estavam tendo aulas. Eles provavelmente trabalharam intensamente juntos por um tempo, já que o estilo e a técnica de suas pinturas nesse período parecem muito semelhantes.

Foi através de Émile Bernard que Van Gogh estabeleceu uma amizade mais próxima com Henri e Louis Anquetin, que ele também conhecera no estúdio de Cormon.

Van Gogh fazia visitas regulares ao estúdio de Toulouse-Lautrec na Rue Caulincourt, Paris, ao virar da esquina do apartamento dos irmãos Vincent e Theo, para mostrar seu trabalho. Theo van Gogh foi o primeiro negociante de arte que exibia regularmente a obra de Toulouse-Lautrec.

Por dois anos eles pintaram e exibiram juntos, influenciando o trabalho um do outro, mas em fevereiro de 1888, sob o conselho de Lautrec, Van Gogh muda-se para o sul da França. Eles passaram mais um dia juntos em julho de 1890, durante a última visita de Van Gogh a Paris.

 

Título: Retrato de Vincent

Autor: Henri de Toulouse-Lautrec

Ano: 1887

Técnica: Giz sobre Papel

Dimensão:  54,2 x 46 cm

Localização: Museu Van Gogh, Amsterdan

 

 

CARO LEITOR:  Aproveite o espaço e nos conte o que achou desse post, o seu comentário é muito importante para nós. Agradecemos sua visita.

 

 

 

CARO LEITOR:  Aproveite o espaço abaixo e nos conte o que achou desse post, o seu comentário é muito importante para nós. Agradecemos sua visita.

“Acredito que a Arte está em tudo no que nos rodeia, basta um olhar sensível para apreciar e usufruir das diferentes manifestações artísticas. A Arte é a grande e bela ilustração da vida.”