Vitória de Samotrácia

A Vitória de Samotrácia é uma famosa escultura da antiguidade, que foi criada por volta de 190 a.C e possui 3,28 metros de altura. A datação é incerta, mas o trabalho tem muitas características atribuídas ao período helenístico. Algumas das características desse período, incluem arte dramática, teatral e emocional.

Esculpida em mármore branco de Paros, a obra que representa a forma de uma mulher alada, é ao mesmo tempo intrigante,  talvez pelo fato de a escultura não ter as peças-chave (cabeça e braços) causando assim uma sensação de mistério. O movimento de ambas as asas e o vestido ondulando ao vento, dão ao trabalho um elemento inspirador.  Acredita-se que esta estátua, representava uma figura na proa de um navio de guerra para comemorar a vitória de uma batalha naval.

Detalhe onde podemos observar a transparência e os drapeados perfeitos esculpidos

Na mitologia grega e romana, a Nike (Nice) era a deusa da vitória, ela foi mostrada como sendo uma figura alada que voaria do Monte Olimpo. Enquanto a Vitória Alada de Samotrácia é a representação mais conhecida, além de ser a maior, muitas figuras e estátuas de menor escala do que Nike, foram esculpidas no mundo antigo.

A Vitória de Samotrácia foi construída a partir da junção de seis blocos de mármore, ela ficou perdida durante muitos séculos. Em 1863, o arqueologista Charles Champoiseau a encontrou em uma colina na Ilha de Samotrácia, o que dá sentido e a razão de seu título. Sem indícios de como a obra foi destruída pelo tempo, o arqueologista a encontrou fragmentada em 118 pedaços.

Em 1864, quando foi adquirida pelo Museu do Louvre, a escultura  foi remontada o que foi encontrada dela. Infelizmente sua cabeça continua sendo um mistério, porque ficará na imaginação de cada um, como ela seria, o que parece ter se perdido para sempre.

Essa bela escultura, está em lugar de destaque numa escadaria do Museu do Louvre, que fornece um ponto de vista perfeito para visualizá-la. Ela está posicionada fora da Grande Galeria, que abriga todas as pinturas da Renascença italiana. A visão que o visitante tem do trabalho enquanto sobe a escadaria, só aumenta a sensação majestosa da obra.

Vitória Alada de Samotrácia (Nike) – Século II aC. – Localização: Museu do Louvre, Paris

CARO LEITOR: Agradecemos sua visita. Aproveite o espaço abaixo e nos conte o que achou desse post. Deixe um comentário, a sua opinião é muito importante para nós.

CARO LEITOR:  Aproveite o espaço abaixo e nos conte o que achou desse post, o seu comentário é muito importante para nós. Agradecemos sua visita.

“Acredito que a Arte está em tudo no que nos rodeia, basta um olhar sensível para apreciar e usufruir das diferentes manifestações artísticas. A Arte é a grande e bela ilustração da vida.”