Fauvismo

Fauvismo é o nome aplicado ao movimento artístico produzido por um grupo de artistas (que incluiu Henri Matisse e André Derain) durante o período  de 1905 a 1910, que é caracterizado por cores fortes e pinceladas ferozes.

O nome Les Fauves (as feras) foi cunhado pelo crítico Louis Vauxcelles quando viu a obra de Henri Matisse e André Derain em uma exposição no Salão de Outono  em Paris, em 1905. As pinturas que Derain e Matisse exibiram foram o resultado de um verão passado trabalhando juntos em Collioure, no sul da França, e foram feitos com cores fortes e pinceladas soltas de tinta. As formas dos temas também foram simplificadas, fazendo os trabalhos parecerem bastante abstratos.

Outros artistas afins associados ao fauvismo incluíam Georges Braque, Raoul Dufy, Georges Rouault e Maurice de Vlaminck.

 ORIGEM, OBJETIVO E CARACTERÍSTICAS

Os fauvistas estavam interessados nas teorias científicas da cor desenvolvidas no século XIX – particularmente aquelas relacionadas às cores complementares. Cores complementares são pares de cores que aparecem opostas em modelos científicos, como a roda de cores ou círculo cromático, e quando usadas lado a lado em uma pintura, fazem as outras parecerem mais brilhantes.

O fauvismo pode ser visto como uma extensão extrema do pós-impressionismo de Paul Gauguin, combinado com o neoimpressionismo de Georges Seurat. As influências desses movimentos anteriores inspiraram Matisse e seus seguidores a rejeitar o espaço tridimensional tradicional e, em vez disso, usar áreas planas ou manchas de cor para criar um novo espaço pictórico.

O fauvismo também pode ser visto como uma forma de expressionismo no uso de cores brilhantes e pinceladas espontâneas. Tem sido frequentemente comparado ao expressionismo alemão, que surgiu mais ou menos na mesma época e também foi inspirado pelos desenvolvimentos do pós-impressionismo.

Embora um dos primeiros movimentos modernistas de vanguarda do século XX e um dos primeiros estilos a manifestar-se em direção à abstração, para muitos dos artistas que adotaram uma abordagem fauvista, ele se tornou uma pedra de transição para desenvolvimentos futuros em seu estilo.

Em 1908, a maioria dos principais artistas do grupo havia se afastado do emocionalismo expressivo do fauvismo. Um renovado interesse pelo artista pós-impressionista Paul Cézanne e a abordagem analítica que ele adotou para pintar paisagens, pessoas e objetos inspiraram muitos artistas a adotarem a ordem e a estrutura.

Durante um período Georges Braque que havia adotado o fauvismo em algumas de suas obras, continuou a desenvolver o cubismo junto com Pablo Picasso, enquanto um dos fundadores do fauvismo, André Derain, adotou um estilo neoclássico mais convencional. Henri Matisse, no entanto, continuou a usar os traços fauvistas característicos de cores emotivas brilhantes, formas simples e marcas pictóricas ao longo de sua carreira. Matisse é o mais importante representante desse movimento.

GALERIA DE ALGUMAS OBRAS

O Moulade. Henri Matisse. 1905
Paisagem perto de Chatou. Andre Derain. 1904
Costa do Mar Amarela. Georges Braque. 1906
A Casa Azul. Maurice Vlaminck. 1906
Banhistas. Raoul Dufy. 1908

CARO LEITOR:  Aproveite o espaço e nos conte o que achou desse post, o seu comentário é muito importante para nós. Agradecemos sua visita.

CARO LEITOR:  Aproveite o espaço abaixo e nos conte o que achou desse post, o seu comentário é muito importante para nós. Agradecemos sua visita.

“Acredito que a Arte está em tudo no que nos rodeia, basta um olhar sensível para apreciar e usufruir das diferentes manifestações artísticas. A Arte é a grande e bela ilustração da vida.”