Passeio de Casal, de Wassily Kandinsky

Pintura de Wassily Kandinsky, considerada uma das mais belas criadas em seu período pós impressionista, criada quando o artista teria cerca de quarenta anos.

Considerando o início do século XX, essa pintura também foi fundamental para os primeiros sinais de arte abstrata que estavam começando a aparecer na obra desse artista inovador. Alguns esquecem que, embora tenha sido criada no começo de sua carreira, ele começou essa profissão bastante tarde por causa de seu trabalho anterior como advogado. Isso foi, portanto, ainda bastante cedo em seu desenvolvimento artístico.

Em primeiro plano vemos um casal montado em um cavalo.  A paisagem urbana movimentada, com a arquitetura tradicional russa alcançando os céus é encantadora, na verdade é o estilo usado por Kandinsky com suas pequenas pinceladas de tinta, que tornam esta obra tão fascinante.

Ao redor do casal de cavaleiros estão algumas bétulas finas e elegantes, e atrás delas um cenário composto por um rio largo e uma paisagem urbana com muitas cúpulas e telhados coloridos, lembrando a grandeza de Moscou, uma cidade que tinha um lugar especial no coração de Kandinsky . Aqui ele usa um método divisionista de Georges Seurat que permite que a cor se misture livremente aos olhos do espectador e não na paleta do pintor. Ele está construindo o espaço com pequenos pontos, traços e pinceladas de cor que essencialmente fundem as três figuras em uma única forma. Ele então faz o mesmo com as árvores, dando uma sensação semelhante às luzes de Natal, onde cada ponto das árvores está iluminado, o que contrasta lindamente com o tronco e os galhos escuros. Neste ponto, Kandinsky estava usando influências russas em grande parte de seu trabalho e faria isso por vários anos. Foi só mais tarde que suas viagens ao exterior trouxeram novas ideias que o levaram a direções diferentes.

As folhas alaranjadas e vermelhas que caíram no chão também aumentam o apelo mágico da cena. Há um contraste visual entre a cidade brilhante e convidativa do outro lado do rio e o espaço solitário e mais íntimo escondido pelas árvores onde estão os amantes a cavalo, como se estivessem escondendo seu amor, ou, a cidade com suas luzes e promessas de diversão e alegria não os atrai porque já encontraram o céu na terra nos braços um do outro. O motivo, o cenário e a maneira como foi pintado fazem com que pareça uma cena de um conto de fadas, como nas histórias contadas por sua tia durante sua infância em Moscou.

 

 

Titulo: Passeio de Casal

Autor: Wassily Kandinsky

Ano:  1906

Técnica – Óleo sobre tela – Dimensão (55.0 × 50.5 cm)

Localização: Galeria Municipal Lenbachhaus, Munique (Alemanha)

 

por Roseli Paulino – @arteeartistas

 

 

CARO LEITOR:  Aproveite o espaço e nos conte o que achou desse post, o seu comentário é muito importante para nós. Agradecemos sua visita.

Sair da versão mobile